Pequenas e Belas Viagens

ROTEIRO DE FINAL DE SEMANA OU DOIS DIAS EM BUENOS AIRES – ARGENTINA PARTE 02.

Como prometido, aqui vai a segunda parte de nosso roteiro de final de semana em Buenos Aires Argentina. Se você está chegando agora, não deixe de ler a parte 01 do roteiro neste link

Obelisco

Começamos esta segunda parte do roteiro no sábado pela manhã. Saímos por volta das 08:00hs do hotel e pegamos um taxi até o Obelisco. O Obelisco é um monumento histórico da cidade e também um dos cartões postais. Foi erguido quando a cidade fez 400 anos. É ali ao lado que também ficam as letras iniciais da cidade, que nós turistas adoramos tirar uma fotinho.

obelisco-buenos-aires-640x480

Plaza de Mayo e Casa Rosada

Em seguida, fomos a Plaza de Mayo e a Casa Rosada. Do Obelisco, você pode ir a pé se quiser, pela avenida Presidente Roque Saenz Peña. Fica em torno de 05 quadras, na diagonal. É ali na Plaza do Mayo que acontecem diversas manifestações políticas. E também onde as mães de filhos desaparecidos na época da ditadura fazem seus protestos. É essa praça que vemos frequentemente nos noticiários. Ao fundo da praça, fica a famosa Casa Rosada, que é a sede do governo Argentino. É possível fazer visitas guiadas, mas nós nos contentamos em passear ao redor.

casa-rosada-buenos-aires-640x480

Calle Florida

Volte pela mesma Avenida Presidente Roque Saenz Peña e vire à direita quando chegar a Calle Florida. A Calle Florida é uma rua somente para pedestres, e é famosa pelo comércio tradicional da cidade. Nós chegamos cedo, e a maioria das lojas ainda estavam fechadas (ainda bem). Em Buenos Aires os pontos comerciais ficam abertos até mais tarde à noite, mas pela manhã abrem tarde também, principalmente nos finais de semana.  Mas mesmo com muitas lojas ainda fechadas, deu para nos perdermos pela loja Falabella, uma loja de departamento completíssima, visitarmos lojinhas de quadrinhos e coisinhas lindas para casa, na loja de doces da Arcor entre outras. Nosso objetivo não era de fazer muitas compras, então ficamos satisfeitos com o que vimos por lá.

loja-arcor-buenos-aires-640x480

Galerias Pacifico

Seguimos pela Calle Florida até chegar nas Galerias Pacifico. É um shopping, mas é muito lindo. Mesmo que, assim como nós, seu objetivo não seja fazer compras, vale muito apena a visita. Se for fã do Starbucks, pode aproveitar e tomar um cafezinho por lá.

galerias-pacifico-buenos-aires-640x480

Plaza San Martin

Seguindo pela mesma Calle Florida, mais 02 quadras a partir das Galerias Pacifico, chegamos a Plaza San Martin. Lugar com muito verde, árvores históricas, crianças brincando, pessoas ensinando seus cachorros de raça e como tudo em Buenos Aires, ali também temos monumentos históricos. Adoramos passear por ali.

plaza-san-martin-buenos-aires-640x480

Restaurante El Sanjuanino

Depois de passearmos pela Plaza San Martin, pegamos um taxi de volta para o bairro Recoleta onde estávamos hospedados, e fomos almoçar no El Sanjuanino. Fica entre Posadas y Callao. Abre para almoço das 12:00 às 16:00hs, e para janta das 19:00 às 01:00hs. Esse restaurante é famoso pelas suas empanadas argentinas. As empanadas são uma comida típica argentina. O formato é de pastel, com uma massa assada, trabalhada nas bordas, e com muito recheio. É uma delícia. E é uma opção mais econômica. O restaurante é pequeno, mas está sempre lotado. Possui mesas no subsolo também. É decorado de forma rústica. Gostamos tanto dali, que não resistimos e voltamos para janta também. Mas na janta optamos por pratos diferentes, com carne argentina e batatas fritas. Tudo muito gostoso. Se for pedir carne, é bom especificar se quer a punto (ao ponto), jugoso (mal passada) ou mariposa (bem passada).

el-sanjuanino-buenos-aires

Cemitério da recoleta

Após o almoço, seguimos a pé até o cemitério da recoleta. Parece estranho, mas o cemitério da recoleta é um dos pontos turísticos mais visitados de Buenos Aires. O local mais visitado é o túmulo de Evita Perón. Para achar, na entrada do cemitério verifique no mapa, onde o mapa estiver mais gasto, é onde as pessoas indicam com o dedo o local. Não é proibido, mas nós não tiramos fotos lá dentro.

No entorno do cemitério, haviam diversas barraquinhas de feira, vendendo artesanatos e produtos locais.

 Buenos Aires Design

Pertinho do cemitério, há o shopping Buenos Aires Design. Demos uma passadinha lá, na lojinha da Hard Rock. Tem também o Hard Rock Café, para quem estiver com fome.

Floralis Generica

Dali deu para ir a pé também, até a Floralis Generica. É uma flor grande, de metal, que movimenta-se de acordo com o Sol. Muito bonita.

floralis-generica-buenos-aires-640x480

Jardim Japonês

Pegamos um táxi e fomos ao Jardim Japonês. Fica entre Figueroa Alcorta y Casares. Em junho2016 a entrada para adulto custou $ 70 pesos por pessoa. Esse é um jardim lindo, que vale a pena a visita. Se estiver com crianças o sucesso é ainda maior. Vimos várias crianças adorando o passeio por lá.

Atrás do ingresso de entrada é apresentado o calendário de floração, segue abaixo, assim podem verificar quais plantas estarão mais floridas na época de sua viagem:

calendario-de-floracao-jardim-japones

El Rosedal

Seguimos a pé até o El Rosedal, é um parque com rosas de várias cores. É um espaço verde, com um lago ao redor. Muita gente estava passeando nos arredores, caminhando, praticando esportes, enfim, uma área de lazer na cidade. Entrada gratuita.

el-rosedal-buenos-aires-640x480

Museo Malba

Estávamos cansados de caminhar, então pegamos um táxi até o Museo Malba. Fica na Figueroa Alcorta, 3415. Em junho2016 a entrada para adulto custou $90 pesos por pessoa. Tivemos que esperar um pouco na fila para entrar, em torno de uns 20 minutos.  De quinta à segunda, abre das 12 às 20hs. Na quarta-feira abre das 12 às 21h. Não abre nas terças feiras. O museo abriga artes latino-americanas. Destaque para as obras brasileiras de Tarsila do Amaral e Di Cavalcanti.

Para mim, a visita ao museo Malba foi bem especial. Adorei poder ver de perto principalmente a obra Abapuru de Tarsila do Amaral. Na época que estava no colégio, lembro de ter estudado muito esta obra, e ter desenhado muito ela também. Mas, confesso que fiquei um pouco triste de saber que esta obra não está no Brasil.

museo-malba-buenos-aires-640x480

Caminito

No domingo pela manhã, após fazer check-out do hotel, começamos nosso passeio pelo Caminito. O Caminito é um cartão postal da cidade, e um dos principais pontos turísticos. É uma rua, com as construções todas coloridas. Nós chegamos cedo, então ainda estava super calmo, as lojinhas por ali ainda estavam abrindo. Mas mais tarde o lugar fica cheio de turistas. Nosso objetivo não era ficar muito por ali, e sim ir até o estádio do Boca, que fica ali perto. Mas não reservaria muito tempo do roteiro para isso. Uma caminhadinha rápida por ali, na minha opinião é suficiente. Aproveitamos e paramos na lojinha da Havanna, e compramos ali os alfajores deliciosos da Argentina. Super recomendo!!!

caminito-buenos-aires-640x480

Museo e estádio do Boca Juniors

Ali pertinho do Caminito, fica o Estádio e o Museo do Boca Juniors. Abre das 10h às 18h. Tem opções de visita com Tour guiado pelo estádio + museo. E tem a visita Express + Museo. Fizemos a última opção, pois não tínhamos muito tempo. Em junho/2016 a entrada custou $160 pesos por pessoa. É um passeio legal para quem gosta de futebol. No nosso caso, fomos porque o Renato gosta, eu fiz o sacrifício eheheh.

museo-e-estadio-boca-juniors-argentina-640x419

Ficou para uma próxima visita

Após a visita ao Museo e estádio, infelizemente já estava na hora de pegarmos nossas malas no hotel e nos dirigirmos ao aeroporto para retorno.

Ainda ficaram faltando vários lugares que gostaríamos de conhecer na cidade, como a região de Puerto Madero, a região de Palermo Soho, a Feira de San Telmo, entre outros. O que é muito bom, pois assim ainda temos motivos de sobra para voltar!

Não deixe de conferir o primeiro post sobre o roteiro. E leia também o post sobre o Hotel que escolhemos nesse link!

E vocês? Já conhecem esses lugares? Tem mais dicas? Tem dúvidas? Deixe seu comentário abaixo. E curta nossa fanpage no facebook .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *